quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Banca: BCP vende participação no BPI a empresária angolana Isabel dos Santos


Fonte: Lusa

Lusa - O Millennium BCP vendeu a posição de 9,69 por cento que detinha no BPI a uma sociedade da empresária angolana Isabel dos Santos, por cerca de 164 milhões de euros, anunciou hoje o banco liderado por Carlos Santos Ferreira.
A Santoro Financial Holdings, que pertence a Isabel dos Santos - filha do Chefe de Estado angolano José Eduardo dos Santos - pagou 1,88 euros por cada acção do BPI, o que representa um prémio de 47 cêntimos, ou 33,3 por cento, face ao valor do fecho de hoje das acções do banco liderado por Fernando Ulrich (1,41 euros).

Desta forma, Isabel dos Santos reforça a sua presença no sector bancário português, juntando a participação no BPI à posição de 25 por cento que controla no capital do Banco BIC (liderado por Mira Amaral, antigo ministro da Indústria dos governos de Cavaco Silva).

O investimento no BPI permitirá ainda à empresária angolana estreitar as relações com o banco liderado por Fernando Ulrich, que recentemente abriu o capital do Banco Fomento Angola (BFA) à operadora de telecomunicações Unitel (que tem Isabel dos Santos entre os seus accionistas de referência).

O BPI torna-se, assim, o segundo grande banco nacional a contar com investimentos angolanos no seu capital, a par do Millennium BCP, que tem como principal accionista a petrolífera angolana Sonangol (com cerca de 10 por cento do capital).

A operação está sujeita a não oposição do Banco de Portugal, nos termos do Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras, refere o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).




Comentários: Acerca desta jovem - Isabel dos Santos e das suas fortunas pessoais eu já fiz demasiados comentários.Pena, que os angolanos e os portugueses estejam cegos à muitos anos, para permitirem estes negócios.Onde foi esta jovem arranjar tantos milhões-164 milhões.À custa do seu trabalho, suor e lágrimas não foi concerteza.Em outros locais, provavelmente chamariam a este tipo de negociatas "lavagem de capitais", cuja a proveniência pode ser duvidosa e em nome de terceiros.Quiçá de uma famosas família de Angola.De Santos, eles não têm nada.Santo, é o povo angolano e português que permitiram/em esta vergonha.

Os portugueses têm que fazer uma guerra, semelhante à que existiu em Angola pré-descolonização.Estão a ser escravizados e COLONIZADOS PELOS CAPITAIS PRIVADOS DA FAMÍLIA DOS SANTOS, idêntica (segundo os angolanos mplistas e portugueses socialistas de esquerda) ao que o Salazar terá feito em Angola e no restante ultramar português.Encetou uma colonização, permitindo-lhe encher os cofres portugueses com capitais africanos.Com uma diferença. Salazar encheu os cofres em benefício de um país, enquanto que a familia dos Santos está colonizar Portugal em seu benefício pessoal e particular.

Os culpados de tudo isto, são sempre os mesmos, os idealistas das revoluções e das guerras apoiantes da esquerda (PS- Mário Soares).Os tais, que em Angola e em Portugal se denominam por políticos de carreira.Foram eles que arquitectaram e fomentaram a vergonhosa descolonização e as guerras pós-independência.São eles, que actualmente fazem a mesma guerra do facilistismo aos investimentos (PS - Sócrates), jogando com os lobbies políticos, devido ao poder que a governação lhes confere, falando em nome de um povo.Mal sabe o povo, que tudo isto, não passam de jogadas e favorecimentos pessoais que provavelmente mais tarde trarão a quem participa e facilita este tipo de negociatas, a ocupação de um Alto cargo em alguma empresa angolana.Veja-se o exemplo de Mira Amaral (BIC) e de Jorge Coelho (Mota Engil).Como estes exemplos, existem centenas.Eles estão na política para retirar dela usufrutos pessoais, através dos cargos que ocupam durante os mandatos que o povo lhes confere.Não admira que a crise mundial esteja na banca rôta.A política deixou de ser um sacerdócio, para passar a ser um negócio com altos rendimentos.
Jogam entre eles na "bolsa", como se o povo fosse um peão ou uma carta fora do baralho.

Durão Barroso, é um bom exemplo de como os políticos podem usar um povo para jogarem na "Bolsa dos lobbies".

Durão Barroso, era um esquerdista(idealista).Virou à direita.Em nome de um povo foi eleito Primeiro Ministro.Na primeira oportunidade em que lhe ofereceram um alto cargo fora do país e do povo que o elegeu, não pensou duas vezes, abandonou o cargo o povo, e fugiu.Pensou primeiro nele, nos rendimentos que o cargo permitiam usufruir e outras regalias,e no curriculum que esse cargo traria para ele.Borrifou para o voto do povo.

A sua fuga, originou uma crise de governação no país, ao qual o Presidente da República de então, deu uma mãozinha ao PS.

PS, que se encontrava também ele numa crise, possível envolvimento de alguns dos seus militantes em escândalos de pedofilia que prontamente foram feitos emigrantes à força em países da Europa.Resolvida a crise e criadas as condições no PS que lhe permitissem assumir o poder, o Presidente da República (socialista,) entra em acçaõ, e retira o tapete a Santana Lopes (substituto de Durão Barroso).Cai o governo, antes de terminar o mandato popular.

Lá (Angola), como cá (Portugal) metem nojo.

É melhor calar-me, antes que a PIDE dos tempos modernos, bata à minha porta.

Eu sou pobre.Não sou rica, para poder pagar cauções chorudas ao Estado, permitindo-lhe encher os cofres vazios.Porque os políticos esvaziaram-nos com o facilistismo em isenções, permitidas aos grandes lobbies (empresas e fortunas pessoais) estrangeiros que investem em Portugal.

2 comentários:

bcpcrime disse...

Todos sabemos que Angola "é gerida por um bando criminosos"...
São as afirmações do músico e activista irlandês "Bob Geldof", em 06 de Maio de 2008 num colóquio em Lisboa...
Isto prova as boas relações da "Alta finança de Angola com os nossos Bancos (BCP/BPI)"!!!
Liga-te a mim...

bcpcrime.blogspot.com

Um Abraço...

Anónimo disse...

Esta pequenez a mim faz-me muita confusão.
Se a Srª têm 25% da UNITEL se a UNITEL é uma das empresas de maior sucesso de Angola e paga milhões e milhões de dólares de dividendos aos seus accionistas POIS GERA LUCRO PARA ISSO, qual é a admiração de comprar em saldo algo que lhe parece um bom negócio, 1,88 é um preço muito abaixo do valor real do BPI, se eu tivesse dinheiro.
De admirar é como a especulação financeira tomou conta da BVL e leva bancos bem geridos como o BPI a cotações perto do valor contabilistico....
É lógico que com a bolsa neste estado as boas empresas Portuguesas (são poucas mas há) são muito apetitosas...