sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Luisete Araújo - Pré-candidata a Presidente da República Popular de Angola


2009 LUISETE ARAÚJO A ESCOLHA DO POVO

Luisete Macedo Araújo, em entrevista a uma das rádios da capital considerou que: “ ainda me falta apoio massivo mas o povo tem que me ajudar a escrever o próximo capítulo da história de Angola; a minha candidatura é para o povo. Estamos a criar já um amplo movimento de apoio a minha candidatura e todos aqueles que queiram fazer parte da mesma deverão dar a fotocópia do cartão eleitoral para poder na hora certa apresentar Ao Tribunal Constitucional. Podemos ver em cada esquina do nosso país as várias crises em que vivemos por isso temos que mudar o quadro cruel do país.

LUISETE ARAÚJO PODERÁ SER PAIXÃO DO ELEITORADO

As pessoas não escondem simpatia por Luisete. A candidata do povo como é conhecida e única mulher na corrida presidencial deixa bem claro que quer milhões de votos dos Angolanos, sente-se confortável quando é entrevistada pela imprensa. A Pré-candidata não tem currículo politico é cara nova no mercado isto agrada o povo e trás curiosidade. Luisete Macedo Araújo é neta materna de António Pedro Benje natural de Cabinda, preso político no então processo 50 e sobrinha de João Pedro Benge assassinado na rua Senado da câmara logo após o 25 de Abril de 1974.

MULHERES QUASE SEM DIREITOS

Luisete Araújo quer proteger as mulheres se for eleita presidente de Angola em 2009, com posições claras contra os maus tratos que as mesmas têm vivido em Angola. “ Vou envolver os media num crescente e ruidoso movimento, para que as mulheres conquistem espaço e dignidade de vida no país inteiro.
Luisete Araújo, desperta entusiasmo e amor ao próximo quando fala aos micros das rádios, diz que ama o país e que os governantes deveriam fazer o mesmo dando dignidade de vida ao povo, afirma ainda que: “Temos que tirar os nossos jovens do mundo das drogas e do alcoolismo, devemos acabar com a violência mental através de bons programas televisivos e criação de emprego.

TRAGO POLITICAS CLARAS PARA O POVO

Uma das primeiríssimas coisas que farei se for eleita presidente de Angola é tirar todos os doentes mentais e crianças da rua, dar-lhes uma nova oportunidade de vida através de um serviço médico de especialidade, fico com o coração partido quando vejo os doentes mentais – temos que tratar os nossos doentes. Que crescimento económico é este que deixa-os a viverem como animais? Trago políticas claras para o povo – temos esta tarefa de servir quando somos puder e não nos servirmos do povo.

LUISETE MACEDO ARAÚJO PROMETE:

Se for eleita presidente de Angola, quero ser uma presidente bem entrosada com o povo, saber como eles vivem, estar presente e sermos todos abençoados.

Folha 8 – Como se sente a entrada do ano das Eleições Presidenciais 2009?

Luisete Macedo Araújo – Estou consciente que terei muito trabalho pela frente, mas sinto-me motivada pois, enquanto existir a miséria nas proporções que se verifica em Angola, batalharei por esta causa. Angola é um super país, com riquezas imensas, mas com um índice de corrupção altíssimo. Ora, nós andamos aqui a confundir crescimento com a exploração de petróleo e desenvolvimento com a construção de casas. Pelo que sabemos, o desenvolvimento mede-se com um bom nível de vida do povo na sua maiorianão é o que acontece em Angola. “Quero fazer de Angola uma grande nação com ajuda de todos”.



Ler mais aqui : http://luisetearaujo.blogspot.com/



Comentário:Mulher de coragem.

É preciso ter coragem para enfrentar a máfia do MPLA, chefiada através do actual presidente ZeDu dos Santos e da sua respectiva família.

Vamos a ver, se o desejo de Luisete Araújo, não morre antes mesmo de se ter iniciado, com o aparecimento de entraves e o envolvimento de esquemas pouco claros, por parte de outras figuras que fazem parte da actual governação angolana.

É por este tipo de candidaturas, que eu alinho e denomino de partido " NOVO OXIGÉNIO PARA ANGOLA ".Novas pessoas, novas mentalidades, novas filosofias políticas e económicas, dirigidas para a unificação do povo angolano.É tempo de dizer BASTA, à governação e à manipulação da família Dos Santos durante 34 anos.

Tinta quatro anos, é tempo mais que suficiente para considerarmos a permanência de um presidente no poder, como sendo um regime de Ditadura/Dinastia familiar dos Santos.

2 comentários:

manoel messias pereira disse...

A consciencia política, é uma busca que precisa estar alicerçada numa necessidade da população.Uma mulher como candidata pode ser uma saida para a compreensão desta realidade minuciosa complexa, e que precisa ser revertida, numa grande construção democrática, em que a solidariedade, a fraternidade, a internacionalidade possa ser valorizada, com Paz, evidentemente.

manoel messias pereira disse...

A consciencia política, é uma busca que precisa estar alicerçada numa necessidade da população.Uma mulher como candidata pode ser uma saida para a compreensão desta realidade minuciosa complexa, e que precisa ser revertida, numa grande construção democrática, em que a solidariedade, a fraternidade, a internacionalidade possa ser valorizada, com Paz, evidentemente.