segunda-feira, 3 de Março de 2008

A proliferação de igrejas (ou de seitas?)

Fonte: Jornal de Angola

A proliferação de igrejas no país foi tema de debate, na quinta-feira última , na Sexta Comissão da Assembleia Nacional, que trata dos assuntos relativos à Educação, Ciência e Tecnologia , Cultura e Assuntos Religiosos.
É sabido que mais de uma centena de igrejas estão ilegalmente implantadas no país, muitas delas com práticas que atentam contra a dignidade da pessoa humana e com fins meramente lucrativos.
Os parlamentares que estiveram no debate, em que participaram o ministro da Justiça, Manuel Aragão, o vice-ministro da Cultura, Virgílio Coelho, e a directora dos Assuntos Religiosos, Fátima Viegas, enfatizaram o facto de várias igrejas funcionarem como “empresas de arrecadação de contribuições feitas pelos fiéis”.


A questão da proliferação de igrejas merece um tratamento multidisciplinar, em virtude de envolver situações diversas , para que se consiga encontrar as melhores soluções para os problemas decorrentes de um fenómeno que não só preocupa às autoridades, mas também aos cidadãos.
O tratamento do fenómeno da proliferação das igrejas vai certamente exigir um trabalho aturado, mas necessário, porque por detrás de uma suposta actividade religiosa se podem esconder práticas que nada têm a ver com a religião.

Será por exemplo oportuno perguntar-se por que razão certas igrejas ( ou seitas?) se implantam exclusivamente em áreas onde há um nível elevado de pobreza e de analfabetismo. O que pretenderão esses “pastores” que preferem “ove­lhas” pobres e analfabetas ? Esta e outras questões deverão ser feitas por aqueles que venham a ser encarregados do estudo do fenómeno da proliferação de igrejas ( ou seitas?) em todo o país .





Comentário: A pobreza e o analfabetismo, são dois dos principais motivos de entre muitos outros, para "gente sem escrúpulos" infiltrar-se no terreno e praticar os seus actos ilícitos, cuja a sua formação é essencialmente virada para o " dom da palavra".Para aplicarem as suas capacidades, e através da fragilidade do ser humano, tentar chegar ao seu "bolso" com promessas, encantos e sonhos de uma melhoria na sua vida complicada.

Quanto a mente e o corpo estão afectadas, revelando debilidades, os "sábias do blá blá" aproveitam a oportunidade para ROUBAREM os "tostões do bolso", em nome de uma fé inabalável.As vítimas cegam de tal forma, que até acreditam que o "sábia do blá blá" é um enviado de Deus.Quase sempre, esse enviado de Deus, exige como compartida uma pequena contribuição, sem a qual nada terá efeito.Grão a grão a galinha do Sabiá vai enchendo o "papo" e alastrando a sua influência, para além do musseque até aos condomínios de luxo privados.Até construir um império dominador e influente em todos os domínios, usando chorudas gratificações móveis e imóveis.A pobreza contribui.A riqueza usufrui.Técnicas de marketing.

Normalmente os "Sábias do blá blá" são pessoas sem ESCRÚPULOS.São pessoas contratadas e treinadas para as "técnicas de vendas" e "show off" de um produto surreal, mas altamente rentável, livre de impostos e de qualquer tipo de responsabilidades.


Sem comentários: